fol





Be of GREAT HEART our dear friends.

SO VERY MUCH HAS CHANGED …

SO VERY MUCH IS CHANGING …

SO VERY MUCH WILL CHANGE …

For it is written in the stars.

Are you not ALL ‘Children of the stars’? Did you not KNOW what you had decided and then came to Earth to put it into place?

The Federation o Light -- 16th August, 2014


to gain space


Labels

Sunday, July 20, 2014

ENTREVISTA COM SER UM EXTRATERRESTRE -- CAPíTULO QUATRO

ENTREVISTA COM SER UM EXTRATERRESTRE -- CAPíTULO QUATRO

alien_interview_collage

N. da Tradutora - A informação dada pelo autor nas notas de rodapé é muito completa, mas muito extensa. Irei traduzindo aos poucos e colocndo no fim de cada capítulo, na medida da minha
disponibilidade de tempo.


ENTREVISTA COM UM SER EXTRATERRESTRE
Baseado nas Notas Pessoais e nas Trancrições das Entrevistas fornecidas por Matilda O'Donnell MacElroy
Edição e Notas Complementares de:Lawrence R. Spencer

42

Capítulo Quarto
A Barreira da Língua

(NOTA PESSOAL DE MATILDA O'DONNELL MACELROY)

"Depois de ter explicado o que pensava serem as razões da “não resposta” aos agentes dos serviços secretos, houve um grande desapontmento e agitação. Seguiu-se uma discussão acalorada entre alguns agentes dos serviços secretos, psicólogos e intérpretes de línguas que durou várias horas. Finalmente decidiram que eu devia ter permissão para continuar a entrevistar o ser extraterrestre, desde que pudesse obter uma resposta satisfatória à pergunta a seguir.”

(TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA)
TOP SECRET
Transcrição oficial da Força Aérea dos EUA
Base da Força Aérea de Roswell, 509th Bomb Group
ASSUNTO: ENTREVISTA COM UM SER EXTRA TERRESTRE,
11:07:1947, 3ª sessão.



" PERGUNTA - "Que garantia ou prova necessita da nossa parte, para que se sinta suficientemente segura para responder às nossas perguntas?”

RESPOSTA – SÓ ELA FALA. SÓ ELA ESCUTA. SÓ ELA PERGUNTA. MAIS NENHUNS OUTROS  DEVEM APRENDER/SABER/COMPREENDER.”



(NOTA PESSOAL DE MATILDA O'DONNELL MACELROY)

"Quando  regressei do gabinete da entrevista para relatar a resposta do ser extraterrestre a esta pergunta recebi uma recepção céptica e ameaçadora da parte dos agentes dos serviços secretos e dos militares. Não conseguiam compreender o que o ser extra terrestre queria significar com esta resposta.


43

Admiti que também não compreendia o que é que ela queria significar, mas que estava a fazer o meu melhor para transmitir as suas intenções telepáticas. Disse aos oficiais que talvez o problema da comunicação tivesse a ver com a minha incapacidade de compreender suficientemente a linguagem telepática do ser extra terrestre para torná-la satisfatória.

Senti-me tão desencorajada nessa ocasião que estive a ponto de desistir!

E agora havia mesmo mais argumentos do que antes! Tinha a certeza que ia ser despromovida da minha posição, devido ao facto do ser extraterrestre recusar comunicar com mais alguém, ou que não se encontrasse mais ninguém que pudesse comunicar com ela.

Felizmente, um oficial muito inteligente, John Newble, que era um especialista da Marinha, em língua japonesa, 37 (Nota de Rodapé), teve uma explicação e uma solução para o problema. Primeiro, explicou que o problema tinha muito pouco a ver com a incapacidade do ser extraterrestre comunicar. Tinha mais a ver com sua falta de vontade de comunicar com outra pessoa qu não fosse eu. Segundo, para acontecer uma compreensão clara e compreensível, ambas as partes prcisavam de compreender e comunicar através de uma linguagem comum.

As palavras e os símbolos de uma linguagem transmitem conceitos e significados muito precisos. Disse que os japoneses têm uma grande quantidade de homónimos 38 (Nota de Rodapé), na sua língua, o que causa bastante confusão na comunicação do dia-a-dia. Resolvem o problema usando os caracteres Chineses estanderdizados 39 (Nota de Rodapé) para escrever os significados exactos da palavra que estão a usar. Isso torna o assunto claro para eles.

Sem uma nomenclatura definida, a comunicação não é possível para além de uma compreensão rudimentar entre os homens e os cães, ou entre crianças pequenas. A falta de um vocabulário comum de palavras claramente definidas, que as partes pudessem usar fluentemente, foi o factor limitativo entre todos os povos, grupos ou nações.

Por esta razão, sugeriu que houvesse apenas duas escolhas.Ou eu tinha de aprender a falar a língua do ser extraterrestre, ou o ser extraterrestre tinha de aprender a falar Inglês. De facto, só era possível uma escolha: que eu persuadisse Airl a aprender inglês, e que eu lho ensinasse com a orientação de um especialista de linguagem. Ninguém fez nenhuma objecção a tentarmos esta aproximação, pois não havia outras sugestões. Os especialistas de linguagem sugeriram que eu levasse comigo para a sala de entrevistas, vários livros de crianças,  um livro básico de leitura e um livro básico de gramática. O plano era que eu me sentasse junto do ser extraterrestre e lesse os livros para ela em voz alta, enquanto apontava para o texto que estava a ler com o meu dedo, para que ela pudesse seguir.

44

A teoria era que, finalmente, o ser extraterrestre podia ser ensinado a ler, como uma criança que é ensinada a ler pela associação da palavra com o som, na palavra escrita, como também ser instruída na gramática básica. Penso que também concluiram que se o ser extraterrestre era suficientemente inteligente para comunicar comigo telepaticamente e pilotar uma nave espacial através da galáxia, provavelmente podia aprender a falar uma língua tão rapidamente como uma criança de cinco anos, ou mais rápido ainda!

Regressei ao gabinete de entrevistas e propus a ideia a Airl. Ela não colocou objecções em aprender a língua, embora não se comprometesse a responder a perguntas. Ninguém teve mais qualquer outra ideia, por isso, avançamos.”

A continuar ... Capítulo Cinco

Notas de Rodapé:

37 (Nota de Rodapé) -
38 (Nota de Rodapé) -

39 (Nota de Rodapé) - 

No comments:

Post a Comment

p

Terra Galactica

crop circle

ET First Contact

the way we live

Could you imagine

MAN


THE ENTIRE 14:02' INTERVIEW IS AVAILABLE AT

rd


info@exopoliticsportugal.com

xmas



“Glory to God in the highest, and on Earth peace, good will toward men.”

This Christmas, Give Peace



I Decree


FOR SPIRITUAL ENLIGHMENT

PLEASE VISIT THIS SITE






esoteeric II



SUBTITLES IN ENGLISH, ESPAÑOL, PORTUGUÊS

Click upon the circle after the small square for captions

pleiades

THIAOOUBA PROPHECY - 14,15,16,17,18

P. Camelot - PORTUGUESE

terra galactica uk

TSUNAMI OF LOVE

Please click the icon YouTube and then the small square at the bottom right side to get the captions CC, and choose subtitles in UKRAINIAN

埋め込み画像 1埋め込み画像 2

Popular Posts

Be divergent

CONTACT

ashtar

arabic song












SO ... ONCE AGAIN I REITERATE ...

WE ARE ASKING YOU FOR YOUR ASSISTANCE ... WE ARE PUTTING OUT AN S.O.S. ... IN LOVE ...

TO OUR STAR BROTHERS AND SISTERS ... OUR FAMILY ... WE ASK FROM OUR HEARTS ... FROM THE CORE OF WHO WE ARE ... THAT YOU UNDERSTAND OUR SITUATION AND 'MAKE PLANS' TO ADHERE TO OUR CALL.

Blossom, 02:01:2014




richard dolan song

SEND SNOWDEN HOME

Send Snowden home

750,000
744,540

The world's greatest whistleblower is stuck in the Russian winter, facing solitary confinement, ridicule, and life in prison if US agents grab him. But this week, we could help get him to safety.

Edward Snowden exposed the mind-boggling and illegal level of surveillance the US government is conducting on, well, all of us. His welcome in Russia runs out soon, and he's got nowhere to go. But Brazilian President Dilma is angry at US surveillance and experts say she might brave massive US pressure to consider asylum for Snowden!

This is about much more than one man. If Snowden's act of truth-telling leads to crippling punishment, it sends the wrong signal to abusive governments and whistleblowers everywhere. If 1 million of us take action now, we can send President Dilma the largest citizen-supported asylum bid in history -- sign to safeguard Snowden and defend democracy everywhere.

SIGN HERE


KIEV



Revolution in Kiev, Ukraine

In the last days I received multiple requests to translate my posts for foreign readers, as they have very limited information about the happenings in Ukraine. This material describes events which took place in Kyev on January 22 and 23.

Sharing and distribution is appreciated.

22 January 2014. Battles on streets of Kiev.

I came to Kiev. I came to see for myself what is happening here. Of course, an hour after arriving at Maidan, you begin to understand that everything what you've read in dozens of articles, saw in TV news reports is total crap. In the upcoming reports I will try to, as objectively as possible, to sort out this new wave of Kiev revolution.








www.paradigmresearchgroup.org
Janeiro 16, 2014

Deixem a desinformação começar


Translate

Ancient Knowledge

HERE WE ARE ONCE AGAIN ...





The Book of Enoch

Einstein

Português
Falado em Portugês Biografia - Albert Einstein nasceu na região alemã de Württemberg, na cidade de Ulm, numa família judaica. Em 1852, o avô materno de Einstein, Julius Koch, estabelece-se como comerciante de cereais em Bad Cannstatt, nos arredores de Estugarda. Os pais de Einstein, Hermann Einstein e Pauline Koch, casaram-se em 8 de agosto de 1876. Hermann, que era comerciante, muda-se de Bad Buchau para a cidade de Ulm, onde passou a viver com a esposa. É em Ulm que nasce Albert Einstein, em 14 de março de 1879.

Rainbow of Love and Gratitude

Thank You to All

BOB DEAN'S INTERVIEW - AUDIO + TRANSCRIPT CLICK IMAGE CLICK IMAGE

BOB DEAN'S INTERVIEW - AUDIO + TRANSCRIPT CLICK IMAGE CLICK IMAGE
BOB DEAN'S INTERVIEW - AUDIO + TRANSCRIPT CLICK IMAGE CLICK IMAGE

Steve Bassett Interview